Por Cristo e pela Igreja, com Maria! Blog de WILSON JUNIOR


MARCELO BARROS no ADITAL

Procurei no google mas não encontrei o e-mail do Frei Católico (?) Marcelo Barros. Gostaria de comentar seu artigo no site ADITAL (www.adital.com.br) chamado “Mística e Alegria”. Obviamente eu não fiz grandes expectativas no que iria ler. O frei Marcelo Barros é conhecido por sua ‘oposição’ no Catolicismo. Eu só gostaria de saber como ele consegue conciliar a ‘alegria’ do Carnaval (que ele defende) com a passagem de Sabedoria 14, 22-31, por exemplo, que diz:

   

“Como se não bastasse terem errado acerca do conhecimento de Deus, embora passando a vida numa longa luta de ignorância, eles dão o nome de paz a um estado tão infeliz. Com efeito, sacrificando seus filhos, celebrando mistérios ocultos, ou entregando-se a orgias desenfreadas de religiões exóticas, eles já não guardam a honestidade nem na vida nem no casamento, mas um faz desaparecer o outro pelo ardil,ou o ultraja pelo adultério.

   

Tudo está numa confusão completa – sangue, homicídio, furto, fraude, corrupção, deslealdade, revolta, perjúrio, perseguição dos bons, esquecimento dos benefícios, contaminação das almas, perversão dos sexos, instabilidade das uniões, adultérios e impudicícias – porque o culto de inomináveis ídolos é o começo, a causa e o fim de todo o mal. (Seus adeptos) incitam o prazer até a loucura, ou fazem vaticínios falsos, ou vivem na injustiça, ou, sem escrúpulo, juram falso, porque, confiando em ídolos inanimados, esperam não ser punidos de sua má fé.

   

Contudo, o castigo os atingirá por duplo motivo: porque eles desconheceram a Deus, afeiçoando-se aos ídolos, e porque são culpados, por desprezo à santidade da religião, de ter feito juramentos enganadores. Pois não é o poder dos ídolos invocados, mas o castigo reservado ao pecador, que sempre persegue as faltas dos maus”.

   

Escreveu o frei: “o Carnaval pode recordar às Igrejas cristãs que a alegria e o espírito de festa são elementos essenciais do projeto divino no mundo”. Será que o frei consegue conciliar o que a Palavra de Deus diz aí acima com o Carnaval (qualquer semelhança é mera coincidência)? Pior é que eu acredito que ele tentaria. Antes de continuar o que ele escreveu, quero me adiantar numa coisa: da “alegria” e do “espírito” do Carnaval, livrai-nos Deus!

   

O frei também escreveu: “Durante muito tempo, a doutrina da Igreja parecia dar mais valor à penitência, à reparação das faltas e à luta contra o pecado do que à graça divina e à alegria do amor”. Não entendi bem. Se ele acha que a Igreja errou em nos ensinar a fazer penitência (que é o mesmo que Cristo nos ensinou), reparar nossas faltas e lutar contra o pecado (como os santos fizeram), e que o Carnaval tem uma graça ‘divina’ e a ‘alegria do amor’, então eu sou obrigado a dizer: da religião do frei Marcelo Barros (que não é o Catolicismo) livrai-nos Deus!

   



Escrito por Wilson (Vasjun) Junior às 13h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Guerra contra nós mesmos

"A princípio, tudo se nos afigura muito árduo, e com razão, porque é guerra contra nós mesmos" (pag. 72)

  

Hoje em dia parece que as pessoas querem privilégios por servir a Deus.

Santa Teresa nos mostra um caminho contrário. Servir é amar, amar é sofrer por Cristo. Quem quer sofrer?

Ninguém, por certo. Somente aqueles que amam podem aceitar o sofrimento e oferecê-lo.

  

"Aos pouquinhos, resistindo a nosso apetite e vontade própria, mesmo em coisas pequenas, iremos adquirindo a virtude até sujeitar inteiramente o corpo ao espírito" (idem)

   

Que maravilhosa oportunidade está aparecendo a nós nesse tempo de Quaresma, prestes a se iniciar!

A oportunidade de trabalhar em nós a resistência a nós mesmos, mediante pequenas penitências, para crescermos nas virtudes!

   

"Assim que a tentação vos assaltar pedi à prelada que vos mande fazer algum serviço baixo, ou fazei-o como puderdes. Nesta matéria vivei sempre estudando o modo de dobrar vossa vontade nas coisas que vos contrariam." (pag. 75)

  

Que a busca de humildade, paciência, castidade, santidade, em nós, seja maior (bem maior) que a busca de curas e consolações!

Santa Teresa d'Ávila, rogai por nós!



Escrito por Wilson (Vasjun) Junior às 14h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Homem, de 36 a 45 anos
Histórico
Categorias
  Todas as Categorias
  Paróquia N. S. Glória
Outros sites
  Padre Paulo Ricardo
  FRATRES IN UNUM
  UOL - O melhor conteúdo
Votação
  Dê uma nota para meu blog